Categorias
Marketing

O que você ouviu falar sobre MARKETING DIGITAL?

 

Você já deve ter esbarrado com esse termo por aí, e ainda se pergunta por que esse assunto não pára de aparecer? Hoje você vai descobrir alguns motivos para esse termo ser tão recorrente, inclusive o porquê do Marketing Digital ser tão utilizado pelas maiores empresas!

Você já deve ter percebido o quanto estudar os elementos do mercado é importante! Analisar elementos do ambiente externo (econômicos, políticos, sociais…), comportamentos dos seus concorrentes, preferências do seu público-alvo, posicionamento da sua marca, é imprescindível, uma vez que estes podem impactar tanto positivamente quanto ou negativamente a sua empresa, podendo ser decisivos até para a sobrevivência dela no mercado. De forma positiva, as empresas têm conseguido fidelizar seus clientes através de uma linguagem mais informal e da presença em meios de comunicação que os clientes utilizam todos os dias, estreitando as relações com os consumidores.

Diante de tudo isso, o mais importante é a forma que a empresa lida com tais elementos. É necessário analisar essas informações de mercado mas principalmente direcionar a empresa para caminhos que valem à pena. Todos sabemos que é preciso aproveitar oportunidades e investir nas forças de uma empresa, mas apenas com um estudo profundo que se consegue apostar em estratégias que realmente dêem certo!

Falando nas estratégias, existem as tradicionais de Marketing Offline, que versam entre pagar o aluguel de um outdoor, imprimir panfletos, publicar em espaços de jornais e revistas e outras. Mas isso pode custar muito caro, não é mesmo? E quais são as chances do cliente passar pelo local certo e ver seu outdoor?

Como alternativa, temos o Marketing Online, ou Marketing Digital. Segundo o Blog Resultados Digitais, o Marketing Digital é “o conjunto de informações e ações que podem ser feitas em diversos meios digitais com o objetivo de promover empresas e produtos.”*

Você já deve ter percebido o quanto as redes sociais têm dado poder aos consumidores, que têm achado mais cômodo e efetivo fazer reclamações sobre atendimento ou produto na própria página virtual da marca, de forma exposta.

O que você faria se visse alguém falando muito mal de alguma coisa? Provavelmente ficaria com o pé atrás em relação àquilo! Pois é, é exatamente assim que essas relações se dão! Ter um comentário negativo no perfil público de uma empresa pode reverberar, ou seja, chegar, a vários clientes frequentes ou potenciais, denegrindo a imagem e a possibilidade deles voltarem a comprar algo com a empresa. Em outras palavras, não gerenciar as redes sociais de uma empresa pode levar à perda de vendas, logo, à diminuição de lucro.

No entanto, da mesma forma que os clientes podem reclamar e expor uma empresa, é possível que façam o contrário. Com o Marketing Digital, as empresas podem se posicionar frente aos clientes, comunicar melhor e de forma mais rápida, resolver problemas com excelência, captar clientes e ainda conseguir uma noção de como os clientes a enxergam, para assim trabalhar constantemente a sua imagem.

Trabalhar com Marketing Digital é gerenciar a relação com os clientes por meio das mídias digitais, como Facebook, Instagram, YouTube, LinkedIn, Twitter, dentre outras… O E-mail Marketing também está dentro disso, sendo que tudo está relacionado à Produção de Conteúdo, mas podemos conversar sobre esse assunto em um próximo post.

Ainda está na dúvida sobre o porquê de trabalhar com o Marketing Digital? Tudo bem, te daremos 5 motivos:

imagem2 O que você ouviu falar sobre MARKETING DIGITAL?

Em nossos projetos, auxiliamos nossos clientes a trabalharem com o Marketing Digital a partir de direcionamentos com estratégias simples que fazem uma grande diferença no faturamento final da empresa deles. E não pára por aí! Esses direcionamentos possibilitam o fortalecimento da marca, a promoção da imagem e a expansão dos serviços/produtos no mercado.

Sabemos como é difícil investir em estratégias de marketing em meio a tantas demandas e problemas a se resolver no dia-a-dia de uma empresa. Por isso é tão bom encontrar pessoas engajadas com a sua causa, e com muita bagagem de conhecimento sobre o assunto. Nisso, a AD&M se encaixa perfeitamente, pois um dos nossos maiores diferenciais é estarmos dentro da Universidade de Brasília, aprendendo com professores, pesquisadores, mestres e doutores, trazendo sempre novas metodologias e abordagens para gerar valor de verdade para os nossos clientes.

Também achou pertinente? Quer saber mais sobre isso? É só clicar abaixo:

imagem3 O que você ouviu falar sobre MARKETING DIGITAL?

Criado por: Priscila Sobral

Para saber mais sobre o trabalho da Priscila, clique aqui! 

*Fontes:

HAMANN, Renan. Infográfico mostra quanto tempo brasileiros estão gastando em redes sociais. TecMundo, 18 jun 2015. Disponível em: < https://www.tecmundo.com.br/redes-sociais/81714-infografico-mostra-tempo-brasileiros-gastando-redes-sociais.htm> Acesso em: 28 ago 2017

RESULTADOS DIGITAIS. Marketing Digital. [s.l.] [s.d]. Disponível em: <http://resultadosdigitais.com.br/marketing-digital/>. Acesso em: 28 ago 2017

Categorias
Estratégia

O Vaso da Estratégia: como alcançar objetivos organizacionais

“O trabalho de um artesão se assemelha ao processo de elaboração de estratégias”

Você sabe quem escreveu isso? Ninguém menos do que o pai das estruturas organizacionais: Mintzberg, em 1987!

Em homenagem a ele, hoje vamos falar sobre estratégia organizacional, ou melhor, como construir um vaso estratégico.

icone O Vaso da Estratégia: como alcançar objetivos organizacionais

O vaso é uma metáfora para estratégia, considerando a maleabilidade e flexibilidade que um administrador deve usar para atingir objetivos estratégicos, uma vez que objetivos devem ser claros, mas os caminhos podem ser “moldáveis”.

Como base, todo gestor deve definir inicialmente 3 pilares para sua estratégia, a missão, a visão e os seus valores (MVV).

A missão consiste na delimitação da essência da organização: por que ela existe, como trabalha e a quem  pretende atender. A visão diz respeito ao ponto em que a empresa deseja chegar em determinado horizonte de tempo. E os valores são princípios norteadores da forma trabalho e que dão forma à identidade organizacional.

E onde o MVV se encaixa na nossa metáfora? Bem, podemos conectar a missão do MVV ao propósito do artista, os motivos que o levaram a realizar aquela obra. A visão, por sua vez,  seria como a obra de arte que o artista espera entregar ao final do trabalho. E, por fim, os valores seriam princípios que o artista utilizaria para nortear seu trabalho diário e que, consequentemente, estariam refletidos na obra final.

Com estes pontos definidos, traçar uma estratégia organizacional se torna mais eficiente, pois saberemos onde queremos chegar e o que deve ser levado em consideração nessa trajetória. Para melhor estruturar essa estratégia, existe o Planejamento Estratégico.

O Planejamento Estratégico consiste em método estruturado de tomada de decisões que explica ações e recursos necessários para o alcance dos objetivos estratégicos de uma organização ou da sua visão (RIGBY, 2009).

Essas decisões acabam sendo interdependentes e levam a uma sequência de decisões levando em consideração várias consequências.

Kaplan e Norton (1997), grandes referências em Planejamento Estratégico, idealizaram uma metodologia chamada Balanced Scorecard (BSC) que integra a estratégia em suas diversas perspectivas e as comunica com os processos e sistemas da organização.

Nesta metodologia, Kaplan e Norton (1997) propuseram a utilização de um Mapa Estratégico, que consiste em uma representação visual dos objetivos da empresa, demonstrando a relação entre todos eles

Os objetivos são agrupados de acordo com diferentes perspectivas. As mais utilizadas nessa metodologia são: Aprendizado e Crescimento, Processos Internos, Clientes e Financeiro – elas dão base umas para as outras, nessa ordem.

Além disso, todos os objetivos devem levar ao alcance da visão a qual a empresa se propõe, e também é muito importante que sejam definidas iniciativas claras para o alcance desses objetivos e indicadores que permitam a mensuração se, de fato, as metas estão sendo alcançadas da forma como foram planejadas.

Veja abaixo um exemplo de BSC do SENAI:

117 O Vaso da Estratégia: como alcançar objetivos organizacionais

Em seus estudos, Kaplan e Norton (1997) aplicaram a ferramenta em mais de 200 organizações e pode-se perceber que, após a sua introdução, a maioria das empresas obteve aumento  no desempenho organizacional, o que demonstra a importância deste tipo de ferramenta para gerenciamento da estratégia organizacional.

Vale ressaltar que esta não é a única metodologia para o gerenciamento da estratégia. Uma outra metodologia é a Objective Key Results (OKR), na qual serão definidos os objetivos importantes para a organização e, ao mesmo tempo, os indicadores para mensurar o alcance de cada um deles. 

Essa metodologia tem feito sucesso para a realidade de Startups e de empresas de tecnologia, pois é menos robusta e pode ser feita de forma mais ágil. E além dela, existem outras, e a definição da melhor ferramenta para a empresa deve ser bem analisada.

Isso porque, ainda mais importante do que criar o Planejamento Estratégico, é conseguir implementá-lo com sucesso no dia a dia da empresa. Por isso, a metodologia escolhida deve permitir que a gestão da estratégia ocorra dentro das possibilidades da empresa.

Na AD&M Consultoria Empresarial nós realizamos essa análise da realidade da empresa a fim de delimitar as melhores ferramentas para auxiliá-la a traçar seus objetivos e o caminho para alcançá-los.

A partir dessa definição podemos, então, em conjunto com nossos clientes, analisar a realidade externa e interna da organização e posteriormente construir uma estratégia personalizada para a organização maximizar seus resultados.

Entre em contato e marque sua reunião de diagnóstico gratuita!

cta O Vaso da Estratégia: como alcançar objetivos organizacionais

 

Referências

MINTZBERG, H. Crafting Strategy, Harvard Businees Review, n.87407, july-august, 1987

RIGBY, D. K. Ferramentas de Gestão: Um Guia para Executivos. São Paulo, Bain & Company, 2009.

 

Criado por: Eduardo Damico
Atualizado por: Ana Monclair

Para conhecer mais sobre o trabalho do Eduardo, clique aqui!

Categorias
Organização e processos

A Lo Voglio é uma gelateria que teve sua origem em Brasília. Ela foi inaugurada em 2015 e hoje está consolidando seu processo de expansão. O sucesso da marca está diretamente relacionado à qualidade dos seus produtos e à preocupação em proporcionar a experiência de consumo de um gelato – um sorvete artesanal que teve sua origem na Itália. Desde os produtos orgânicos utilizados até o atendimento nas motonetas e lojas físicas, a Lo Voglio busca se manter fiel ao verdadeiro gelato italiano.

capturar

Os pontos de venda Lo Voglio fazem referência às motonetas italianas,  veículo de transporte muito utilizado nesse país.

Antes de iniciar sua operação e inaugurar as primeiras motonetas no Aeroporto Juscelino Kubitschek, os sócios da Lo Voglio buscaram a AD&M Consultoria com o intuito de elaborar e formalizar o processo produtivo e o processo logístico de distribuição dos gelatos. A principal preocupação dos sócios era padronizar as atividades de maneira que a expansão, que já era planejada, fosse facilitada. Com atividades bem definidas, formalizadas e manualizadas, seria mais fácil replicar esses processos em outras motonetas, lojas físicas ou sedes produtivas. Portanto, a solução vendida para a Lo Voglio foi Modelagem de Processos – ou seja, a elaboração de uma sequência de atividades focada na máxima otimização possível -, além de Controle e Análise Financeiros para aprimorar a gestão financeira de todos os empreendimentos dos sócios da empresa.

Para a criação desses processos, eu, como Consultora alocada para a execução desse projeto, tive que obter um entendimento mais aprofundado do negócio. Para isso, foram realizadas entrevistas com os Gerentes de  Distribuição, Produção e Operação da Lo Voglio – sendo o último responsável pela inter-relação entre a distribuição e a produção, garantindo que houvesse comunicação e alinhamento entre essas duas áreas. Essas entrevistas foram essenciais para que os processos elaborados fossem alinhados às expectativas e à realidade da empresa, além de permitir que fossem atividades ágeis e sem espaço para desperdícios. Além das entrevistas, visitei a sede produtiva e loja física da empresa, para conhecer os maquinários que seriam utilizados e me familiarizar com a fabricação de gelatos.

logo-white

Nesse momento, a Lo Voglio já estava em funcionamento, realizando testes na loja física e se preparando para a inauguração das motonetas, desse modo estavam todos muito focados em aprimorar e definir suas atividades e rotinas a tempo. E mesmo assim, os funcionários e sócios da empresa sempre se mostraram abertos, prestativos e disponíveis para a equipe interna da AD&M. Esse fato foi essencial para o sucesso do projeto, uma vez que, como em todos os projetos da AD&M, buscamos o envolvimento do cliente com a construção de nossas soluções, para que as entregas sejam alinhadas com a realidade de cada empresa ou cliente.

Ao longo de todo o projeto, a confiança mútua entre a AD&M e o time Lo Voglio se manteve sólida e permitiu um alto nível de cocriação das soluções entregues. Os processos elaborados foram totalmente personalizados para a realidade da Lo Voglio e o que a empresa esperava alcançar nos próximos anos. Além dos processos logístico e produtivo, também foram elaboradas e entregues ferramentas para auxiliar a execução destes e foram definidas ações essenciais para repassar para todos os níveis da empresa aquilo que foi definido. Com isso, as atividades definidas seriam consolidadas de forma mais fácil na empresa, uma vez que o conhecimento seria repassado de maneira planejada para os funcionários, para que todos estivessem alinhados sobre os seus papéis.

O projeto foi vendido e executado em 2015, ano da inauguração da Lo Voglio. Desde o início, era claro que os sócios tinham o plano de levar a marca para outros pontos do Distrito Federal e do Brasil. E os resultados planejados realmente foram consolidados. Hoje, a Lo Voglio expandiu suas operações para outros seis pontos no Distrito Federal e já possui motonetas em São Paulo e no Rio de Janeiro. A AD&M se orgulha de ter contribuído para a história de sucesso da gelateria e a nossa maior gratificação é testemunhar o sucesso crescente de clientes que possuem tanta paixão por seu negócio, como é o caso da Lo Voglio.

Conheça mais sobre a LoVoglio clicando aqui!

Criado por Camila Melo

Conheça mais sobre o trabalho da Camila! Clique aqui!